Arte no Período Colonial 

Escultura BarrocaInicialmente, a arte brasileira começou com a ajuda da Igreja Católica e das celebrações religiosas. No século XVII, a arte começa a se separar da igreja com pinturas que remetiam à situação e às pessoas da época. Nesse mesmo século, ocorreu a invasão holandesa em Pernambuco e isso contribuiu para a chegada de artistas que retratariam a natureza brasileira. Porém, eles não absorveram a identidade brasileira e voltaram ao seu país com o fim da ocupação. 

Com a chegada do século XVIII, as cidades mais organizadas passaram a contar com mais artistas. Em 1732, no Rio de Janeiro, foi feita a primeira pintura em perspectiva do Brasil. Na Bahia, ocorria a ascensão do rococó com pinturas ilusionistas; porém, foi em Minas Gerais que ocorreu a verdadeira revolução artística. Os mineiros faziam pinturas barrocas sob a influência do rococó. Um dos artistas mais importantes dessa época foi o escultor Aleijadinho. Com o início do século XIV, foi criada, no Rio de Janeiro, a primeira escola voltada para o ensino da arte.

Arte Barroca

Barroco é um estilo de arte que surgiu no século XVI, na Itália. Os jesuítas trouxeram da Europa algumas influências religiosas que são predominantes no Barroco para serem utilizados nas construções e nas imagens feitas no país. Ele se desenvolveu principalmente durante o século XVIII, na região de Minas Gerais. As obras barrocas usavam para sua fabricação a pedra-sabão, o barro cozido e a madeira policromada. O Barroco utiliza a religiosidade relacionada com a arte renascentista. Os principais artistas desse gênero artístico foram Antônio Francisco de Lisboa, o Aleijadinho, e o pintor Manuel da Costa Ataíde.

Arquitetura

Durante o período colonial, a arquitetura era bem rudimentar e utilizava as estruturas básicas conhecidas como tejupares. Posteriormente, os colonizadores começaram a construir casas feitas de taipa (construção que utilizava varas e galhos entrelaçados e cobertos com barro).

Literatura

Os primeiros indícios de literatura no Brasil colônia foram os textos informativos que continham dados sobre os territórios brasileiros e sobre a Igreja Católica. A criação de obras literárias no Brasil teve início com a Carta de Pero Vaz de Caminha, com a descrição do que ele havia encontrado na nova terra. Durante o período de colonização, a literatura era muito influenciada pelos jesuítas e pela Igreja Católica. Eles foram autores de peças, poemas e sermões. No século XVIII, surgiram grêmios literários formados por profissionais de diversas áreas. Isso possibilitou que fossem escritas obras com a temática que incluía o Brasil.

Gêneros Literários

  • Quinhentismo: Esse é o primeiro movimento literário no Brasil e não apresenta um autor específico. Possui uma característica mais informativa e documental.
  • Barroco: A literatura barroca teve início em 1601 com o poema épico Prosopopeia, de Bento Teixeira. Os sermões do padre Antônio Vieira também foram importantes nesse período. O poeta mais importante desse estilo no Brasil foi Gregório de Matos, chamado também de Boca do Inferno, que fazia poesias satíricas.
  • Arcadismo: O início do Arcadismo no Brasil foi em 1768 com a publicação de Obras Poéticas, de Cláudio Manuel da Costa, cujo pseudônimo era Glauceste Satúrnio. Esse movimento produz poesias líricas e bucólicas com a valorização da vida no campo. Seu principal autor é Tomás Antônio Gonzaga, que publicou Marília de Dirceu e Cartas Chilenas.
Topo